As absurdas tentativas de justificar o injustificável

O editor do Implicante deve achar que somos todos imbecis