Cinco razões por que a Alemanha deverá ser a campeã mundial

alemanha

Publicado originalmente no Independent.

 

A Alemanha está a apenas uma partida de seu quarto triunfo na Copa do Mundo, mas enfrenta a difícil tarefa de encarar um Lionel Messi inspirado no Maracanã. No entanto, eles não precisam se preocupar.

Os alemães sempre eficientes superaram um grupo que contou com Portugal, Estados Unidos e Gana, antes de ver a eliminação de Argélia e França, sem a necessidade de prorrogação e pênaltis. Depois veio o desmantelamento surpreendente do Brasil, com os 7 a 1 que lhes reservou um lugar na final da Copa do Mundo.

O time teve um bom desempenho nos últimos grandes torneios –desde a Copa de 2006, a Alemanha fica entre os quatro finalistas -, mas tem sido considerado um “work in progress” por não conquistar um título desde 1990, na Itália.

Mas este ano será diferente, e aqui estão cinco razões.

1. O ataque da Alemanha é o melhor de todos

Thomas Müller pode ter levado os louros pelos cinco gols na Copa, mas eles vieram como resultado de jogadas com Toni Kroos, Mesut Özil e Bastian Schweinsteiger, que formaram uma linha sem igual na competição. O poderio de ataque da Alemanha não ficou só em evidência contra o Brasil, mas pelas vitórias sobre Portugal e Estados Unidos.

2. Müller pode não ser o mais talentoso atacante, mas é um finalizador nato

O atacante do Bayern de Munique pode não ter o conjunto de habilidades de Messi, mas tem o instinto de um predador natural se você colocá-lo em qualquer lugar perto do gol. Suas finalizações podem parecer o mais simples dos esforços, mas fazem a diferença numa Copa do Mundo. É muito parecido com Miroslav Klose, cujos 16 gols em Copas aconteceram dentro da área. Müller pode ter a maior influência no jogo com o menor dos esforços. É uma espécie de Fred que anda.

3. O retorno de Lahm solidificou a defesa

A defesa da Alemanha foi criticada no início do torneio, quando falhou duas vezes contra Gana, mas Joachim Loew foi contra tudo o que ele disse quando escalou Philipp Lahm em sua posição natural de lateral-direito. Per Mertesacker foi deslocado para o centro da zaga para dar lugar a Jerome Boateng, com Mats Hummels e Benedikt Höwedes mais atrás. O preparo de Hummels na final é extremamente importante.

4. A equipe está tranquila

É preciso muito para tirar um alemão do sério, especialmente depois de sua equipe enfiar uma goleada de por 7 a 1 no Brasil. Então, quando a equipe apareceu jogando vôlei antes da sessão de treinamento na quinta-feira, não foi surpresa que Ozil e Sami Khedira estivessem rindo e brincando (embora os calções extremamente curtos fossem desnecessários). Um olhar sobre a equipe argentina mostra que eles estão sob pressão e tensos. O último time que a Alemanha enfrentou assim foi o Brasil e todos nós sabemos como isso terminou.

5. A Alemanha é uma equipe de vencedores

Dezessete dos 23 convocados ganharam vários títulos antes da Copa do Mundo, desde a Liga dos Campeões na Inglaterra até o campeonato alemão e a Copa da Itália. A Alemanha está com fome de mais títulos — e qual a melhor maneira de satisfazer o seu apetite do que garantir o troféu da Copa do Mundo?