Comissão alemã investiga abusos em coral dirigido por irmão de Bento XVI

Postado em 8 de fevereiro de 2016 às 5:38 pm

Do R7:

 

Uma comissão formada na Alemanha irá investigar casos de abuso sexual em um coral que foi dirigido por Georg Ratzinger, irmão do papa Bento 16, durante 30 anos. Uma comissão formada por 12 membros passa a analisar casos de abusos contra o coro da cidade de Ratisbona (Alemanha), dando a chance a diversas pessoas de contarem suas histórias.

O coral da cidade foi dirigido pelo monsenhor Georg Ratzinger entre 1964 e 1994. As informações são do jornal norte-americano The New York Times.

Udo Kaiser, um dos integrantes da comissão, lembra que chegou ao colégio interno quando tinha oito anos, e que era agredido frequentemente. Hoje com 58 anos, ele lembra que um padre abusou dele pela primeira vez enquanto jogava bolinha de gude em seu quarto. Como consequência do abuso, ele perdeu a voz e ficou em depressão por anos.

Kaiser é um dos, como ficaram conhecidos, Pardais da Catedral (Regensburg Domspatzen), que agora terão o direito de falar à comissão da igreja católica para investigar os casos.

A comissão teve sua primeira reunião no final de janeiro. Em seguida, foi publicado um relatório que apontava ao menos 231 casos de abuso físico entre 1945 e 2014 no coro, além de diversas acusações de abusos sexuais.

Após a publicação do relatório, pelo menos outras 60 vítimas se apresentaram, diz o advogado designado para levar adiante a investigação independente. Devido ao tempo em que a maioria dos abusos foi cometida, muitos casos não poderão ser levados à Justiça.

 

Clique aqui e veja as 10 noticias que você precisa ler agora