Depois de Fachin se declarar “suspeito” para julgar habeas corpus de Lula, Rosa Weber fica com o caso

Postado em 21 de março de 2016 às 4:15 pm

A ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber vai relatar o habeas corpus apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A redistribuição foi feita por meio eletrônico, após o ministro Edson Fachin se declarar suspeito para julgar o habeas corpus.

Nesta segunda, mais cedo, Fachin fora sorteado para relatar o HC protocolado no fim de semana no Supremo. Além dos advogados de defesa de Lula, também assinam o documento os juristas Celso Antônio Bandeira de Mello, Weida Zancaner, Fabio Konder Comparato, Pedro Serrano, Rafael Valim e Juarez Cirino dos Santos.

Na última sexta-feira (18), Gilmar suspendeu a posse de Lula sob o argumento de que o ex-presidente foi nomeado ministro para ter foro privilegiado garantido e, assim, tirar as investigações sobre ele das mãos do juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná. Moro é o responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância.

Clique aqui e veja as 10 noticias que você precisa ler agora