Grupos pró Lava Jato espalham outdoors anti Lula em Curitiba e fomentam clima de hostilidade

Postado em 13 de setembro de 2017 às 10:46 am

 

Da Gazeta do Povo:

A vinda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Curitiba para ser novamente interrogado pelo juiz Sergio Moro, nesta quarta-feira (13), será uma amostra do território hostil que o petista deverá encontrar nas próximas caravanas que fará pelo país.

Lula vai depor na capital paranaense em processo da Lava Jato no qual é réu sobre a compra de um terreno do Instituto Lula, que teria sido adquirido pela Odebrecht com recursos de propina. O petista aproveitará a presença na cidade para participar de um ato em solidariedade a ele próprio organizado pela Frente Brasil Popular, mas também haverá protestos contra ele.

Grupos de apoio à Lava Jato prometem se concentrar na região do Museu Oscar Niemeyer, no bairro Centro Cívico, em ato para pedir a prisão de Lula. Outdoors espalhados pela cidade também dão o tom da hostilidade: “Seja bem-vindo! A República de Curitiba te espera de grades abertas”, diz um deles, com a ilustração do ex-presidente dentro de uma cela. Outro diz: “A República de Curitiba adverte: a lei é para todos!”

Após caravana pelo Nordeste, o ex-presidente planeja novos giros pelo Sul e Sudeste do país antes do final do ano. Uma dessas caravanas irá passar pelo Paraná. A primeira delas deve começar em Minas Gerais, em outubro. O PT chegou a cogitar aproveitar a vinda do ex-presidente nesta quarta para dar o pontapé inicial da caravana pela região Sul por Curitiba, mas a ideia acabou não vingando.

Ainda não há data nem itinerário definido, segundo o ex-deputado. Os dirigentes aguardam decisões da executiva nacional e do estafe de Lula em relação à outra caravana, que deve partir de Minas Gerais e percorrer partes do Sudeste do país.

(…)

 

x