‘Libération’: Direita do Brasil é obcecada pela destruição da popularidade de Lula

Postado em 17 de julho de 2017 às 2:00 pm

Do JB:

A imprensa francesa continua repercutindo a condenação a nove anos e seis meses de prisão do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz Sérgio Moro.

Matéria publicada pelo jornal Libération questiona se o número de anos teria alguma relação com os dedos que restaram nas mãos do ex-presidente, que sofreu um acidente em sua época de metalúrgico.

A manchete diz “Lula condenado, mas não vencido”. O diário descreve que “aos 71 anos, Lula viu seu prestígio atingido pelo escândalo que teria começado durante seu governo. Mas isso não impede que ele esteja na liderança das pesquisas de intenção de voto para as eleições presidenciais de 2018, com 30% das intenções de voto.”

Para o noticiário, a forte popularidade do ex-presidente deixa a direita brasileira obcecada em destruí-lo. Mas Lula, o “símbolo da afirmação das classes populares”, como destaca o Libération, pode ser impedido de se candidatar somente se houver uma condenação em segunda instância.

x