Listas de repasses da Odebrecht trazem nomes de mais de 200 políticos

Postado em 23 de março de 2016 às 2:07 pm

Do Valor:

A Polícia Federal apreendeu na 23ª fase da Operação Lava-Jato, batizada de “Acarajé”, realizada no dia 22 de fevereiro, uma lista de políticos que foram candidatos nas últimas eleições e receberam repasses da empreiteira Odebrecht, uma das principais empresas envolvidas na operação.

São mais de 200 nomes identificados com codinomes em material liberado pela Justiça Federal do Paraná. As planilhas estavam com Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura, que está preso, e foram anexadas aos autos do processo da Lava-Jato pela Justiça Federal do Paraná.

Depois de presa e solta, a ex-funcionária da Odebrecht, Maria Lucia Tavares, ajudou na identificação dos políticos. Constam das listas os senadores Humberto Costa (PT-PE), Aécio Neves (PSDB-MG), Lindbergh Farias (PT-RJ), Patrus Ananias (ministro do Desenvolvimento Social), o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o deputado Mendonça Filho (DEM-PE), entre outros.

Na terça-feira, em nova fase da operação, a Odebrecht sofreu uma devassa e seus executivos afirmaram que vão realizar delações premiadas, incluindo o então presidente da empresa, Marcelo Odebrecht.

Clique aqui e veja as 10 noticias que você precisa ler agora