Roberto Freire e Paulinho da Força, campeões do impeachment, estão na lista de propinas da Odebrecht

Postado em 26 de março de 2016 às 4:47 pm

Do JB:

Um dos principais defensores do impeachment da presidente Dilma Rousseff e grande aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, o deputado federal Paulinho da Força (SDD-SP) figura na lista de políticos beneficiados com propinas da construtora Odebrecht, segundo reportagem do jornal O Estado de S.Paulo deste sábado (26).

De acordo com planilhas apreendidas pela Polícia Federal às quais o jornal teve acesso, Paulinho da Força recebeu R% 500 mil como “pagamentos via bônus”. As informações constam em um e-mail encontrado no computador de um dos executivos da construtora, na Operação Acarajé.

Outro grande entusiasta do impeachment, o deputado federal Roberto Freire (PPS-SP) tem seu nome citado no e-mail com o valor de R$ 500 mil ao lado. Além dele, a ex-vereadora Soninha Francine (SP), do mesmo partido, está associada a um segundo repasse também de R$ 500 mil.

Levantamento do Estadão mostra que oficialmente o PPS não recebeu nenhuma doação de empresas do grupo Odebrecht em 2012. Roberto Freire disse que o partido recebeu R$ 500 mil e que encaminhou um comprovante de doação de uma empresa distribuidora de bebidas. Ele alega que naquela época foi informado que o dinheiro era da Odebrecht.

Já Paulinho da Força, ao ser questionado pela reportagem do jornal, afirmou que “provavelmente” recebeu dinheiro da Odebrecht em 2012, quando disputou a Prefeitura de São Paulo.

Clique aqui e veja as 10 noticias que você precisa ler agora