Um policial morre e outro fica ferido em tiroteio na avenida Champs-Elysées, em Paris

Da RFI:

Um policial morre e outro fica ferido em tiroteio na avenida Champs-Elysées, em Paris. Um criminoso foi morto, segundo o Ministério do Interior, e haveria outro foragido.

A avenida foi fechada e bloqueada pela polícia. A secretaria de Segurança pediu que as pessoas evitem o local. Um helicóptero da polícia sobrevoa o local.

Testemunhas dizem que escutaram tiros muitos fortes. Segundo a polícia, não se sabe ainda o motivo do ataque, mas a suspeita é de um atentado, a três dias do primeiro turno da eleição presidencial francesa.

Na última terça-feira, a polícia desmantelou um atentado planejado contra os candidatos. Dois homens de 23 e 29 anos foram presos nesta terça-feira (18) em Marselha.

Os dois homens, ambos radicalizados, foram detidos durante uma investigação do serviço secreto, em Paris, sobre redes terroristas implantadas na capital.

De acordo com o ministro do Interior, Matthias Fekl, a dupla, que tinha passagem pela polícia, tinha nacionalidade francesa e uma “clara intenção de cometer atentados a curto prazo em território francês”. No apartamento deles, alugado perto da estação de trem da cidade, foram encontrados explosivos, armas de fogo e uma bandeira do Estado Islâmico.

Na semana passada, a segurança de François Fillon foi avisada sobre os riscos relativos ao ex-primeiro-ministro, envolvendo principalmente o comício do candidato na última segunda-feira.

O Ministério do Interior também já havia reforçado o contingente de policiais em Montpellier, no sul da França, onde o candidato realizou um comício na sexta-feira (14).