Uma cidade, dois universos: amor e ódio diante de refugiados árabes

Postado em 12 de agosto de 2017 às 5:23 pm

 

Fraternidade

O refugiado sírio Mohamad Ali (nome de campeão) foi homenageado hoje em Copacabana, Rio de Janeiro, conforme reportagem do G1. Ele vende esfihas na rua e havia sido agredido por outros ambulantes, que com pedaços de pau queriam expulsá-lo do país:

“Sai do meu país! Eu sou brasileiro e estou vendo meu país ser invadido por esses homens-bomba miseráveis que mataram crianças, adolescentes. São miseráveis. Vamos expulsar ele!”, disse um deles, conforme vídeo que viralizou na internet.

Hoje, depois de um movimento organizado pela rede social, Mohamad recebeu a solidariedade de muita gente, que foi até a barraca dele para comprar esfihas.

Na cidade, cariocas de natureza realizaram protesto no sentido oposto. Marcharam com cartazes com frases ofensivas ao Islã, fazendo eco a manifestações de grupos como MBL (apoiador de primeira hora de João Doria e outros políticos de direita), que são contrários à imigração.

Os manifestantes contrários à imigração árabe usavam camiseta preta e, segundo seus cartazes, marchavam em nome de Deus.

Ódio.

Havia viralizado na rede um vídeo que mostrava outros

x