Por que as mulheres fingem orgasmos? Por Nathalí Macedo

IMG_0770

Uma confissão: já fingi orgasmo. Todas as minhas amigas já fingiram orgasmo. E alguém certamente já fingiu orgasmo com você, amigo homem – que provavelmente nem percebeu.

Perceber é dificílimo, não porque somos boas fingidoras, mas porque vocês – a maioria – não são bons ouvintes.

Cegos pela vontade de crer que conseguem fazer com que uma mulher urre de prazer, sequer se dão conta de que os urros são forjados.

Antes de supor que fez com que uma mulher atingisse o orgasmo, preste atenção aos sinais: Sem respiração descompassada e sensibilidade clitoriana, é cilada, Bino.

Perdoem-me pelo texto franco – é pelo bem de vocês, e também pelo nosso bem. É pelo bem de todos e, convenhamos, franqueza nunca matou ninguém.

A verdade é que nós fingimos orgasmos por inúmeras razões, mas há duas principais que merecem menção:

Às vezes – aceite – fingimos o orgasmo para o sexo acabar de uma vez, porque sabemos que não vamos gozar, mesmo. A gente sabe dessas coisas desde antes de vocês tirarem nossa calcinha. Quando decidimos que não temos tempo a perder, tudo o que queremos é que vocês terminem de uma vez.

Há também os casos em que fingimos para alimentar o ego masculino – isso eu deixei de fazer, perdoem-me – na esperança de que, com isso, o sexo melhore dali em diante. Ego é afrodisíaco, dizem.

Se sua parceira – flexione para o plural, se for o caso – finge ou já fingiu orgasmo com você, há algo de muito errado, não apenas no sexo mal-executado mas – principalmente – na falta de diálogo sobre sexo (que, na maioria das vezes, é a culpada pelo sexo mal-executado).

Você não saberá como fazê-la gozar se não perguntar isso a ela – a não ser que seja realmente capaz de descobrir sozinho, o que, para a maioria dos homens, é um sonho distante.

O fato é que não adianta prestar atenção aos sinais para se orgulhar de tê-la pego no flagra. Não importa descobrir o orgasmo forjado, importa descobrir por que ele foi forjado e, principalmente, evitar que ele seja forjado.

E há apenas uma maneira – muito simples, sob certo ponto de vista – de evitar que sua parceira finja orgasmo: Dê a ela orgasmos de verdade.