A suíte de Dilma no Qatar é notícia mesmo ou é só maldade da Folha?

image
Gostaria de ouvir a opinião da ombudsman.

É notícia que a família real do Qatar ofereça a Dilma, convidada especial, uma suíte que a Folha calcula que custe 30 mil reais a diária?

Ou é apenas uma forma dissimulada de agredir Dilma?

Para mim, a segunda opção – a agressão – é a resposta certa.

Onde Dilma seria colocada senão num quarto de um dos melhores hotéis do Qatar?

Ela é presidente do Brasil, uma das maiores economias do mundo. Recebeu um convite de um país rico para fazer uma escala antes da reunião do G-20. O Qatar tem interesse presumível em ampliar suas relações comerciais com o Brasil, e a recíproca é verdadeira.

Fora tudo isso, como seus vizinhos, o Qatar é a terra da extravagância luxuriosa, patrocinada pelos petrodólares.

Notícia, no caso, seria darem a Dilma um quarto banal para turista que viaja com milhas.

A maldade da Folha seria irrelevante não fosse pelo fato de que incentiva em seus leitores ideias estapafúrdias.

É um artigo que deseduca, em vez de educar.

Passei os olhos pelos comentários. Lá estavam os antipetralhas usuais falando na “esquerda caviar”. Alguns diziam até que é o contribuinte brasileiro que paga, quando a própria nota esclarece que as despesas correm por conta do hóspede.

Inépcia da Folha não deve ser. É improvável que seus jornalistas não saibam que tipo de hotel é reservado a presidentes convidados para uma visita, e não apenas no Qatar, aliás.

Se não é inépcia, é má fé.

Mesmo assim, gostaria de ver a opinião da ombudsman sobre o caso.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!