Advogado diz ter sido vítima de racismo por parte de médico bolsonarista em hospital de SP

O advogado Flavio Campos afirmou em seu Twitter ter sido vítima de racismo por parte do médico Éder Magro, em um hospital na cidade de Campo Limpo.

Flávio afirma que Éder, que atendia aos pacientes de braços cruzados, o mandou ‘virar gente’ e tomou um tom pejorativo contra ele, insinuando que ele não possuía conhecimento ou grau de instrução.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!