Apoie o DCM

Anestesista grava estupro e é preso por abusar de pacientes sedadas no RJ

O anestesista colombiano Andres Eduardo Oñate Carrillo, de 32 anos
Foto: Reprodução/g1

Na manhã desta segunda-feira (16), o anestesista colombiano Andres Eduardo Oñate Carrillo, de 32 anos, foi preso pela Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav) por ter estuprado pelo menos duas pacientes que estavam sedadas durante cirurgias.

O anestesista se gravou abusando das pacientes. Em um dos registros, o homem esfregou e introduziu o pênis na boca da mulher. As vítimas não tinham ciência que haviam sido estupradas.

Andres tem contra ele um mandado de prisão provisória e busca e apreensão expedido na Justiça por estupro de vulnerável. O médico será investigado também por produzir e armazenar pornografia infantil em um inquérito remetido para a Vara Especializada em Crimes contra Criança e Adolescentes, que foi a responsável por descobrir o criminoso.

O colombiano estava no Brasil de maneira legal. O anestesista trabalhava em alguns hospitais, tanto públicos quanto particulares.

O médico foi preso na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, em sua casa. A mulher do médico deixou os policiais entrarem em sua casa e, então, acordaram Andres para dar voz de prisão.

Por enquanto, a Polícia Civil continua com investigações contra Andres e espera que com o avanço do inquérito, detalhando todas as unidades nas quais o médico trabalhava, possa encontrar novas possíveis vítimas do criminoso.

Assista:

Participe de nosso grupo no WhatsApp, clique neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link