Bolsonaro determina que Banco do Brasil e Caixa Econômica permaneçam na Febraban

Publicado em 3 setembro, 2021 4:30 pm
Divulgação/Febraban

Banco do Brasil e a Caixa Econômica vão continuar fazendo parte da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Isso é determinação do presidente Jair Bolsonaro, (sem partido) segundo assessores do governo.

LEIA MAIS:

1 – Como o coordenador do Grupo Prerrogativas está ocupando espaço na mídia para provar que Lula é inocente

2 – Na Jovem Pan, Ana Paula Henkel espalha fake news de que CEO da Pfizer disse que não iria tomar a própria vacina

Febraban fez um manifesto por democracia

Havia o risco de os dois bancos públicos deixarem o grupo depois que a entidade, em parceria com outras entidades, elaborou um manifesto em defesa da democracia. Esse manifesto foi mal recebido em setores do governo, que viram no texto um ataque à gestão de Bolsonaro. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, chegou a sugerir a saída dos dois bancos públicos da Febraban.

Nesta quinta (2), a entidade reafirmou o texto e a defesa da democracia e disse que respeitava as posições do BB e da Caixa.

Essa decisão pacificada no governo agora é pela permanência dos dois bancos na entidade. A forma como Guimarães tratou o caso foi visto como uma “trapalhada” por assessores presidenciais.

Com informações do Valdo Cruz no G1.

Divulgação/Febraban

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!