Bolsonaro mentiu quando disse que Petrobras tem contrato de 782 milhões de publicidade na Fórmula 1

Publicado em 18 maio, 2019 3:58 pm
Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Presidência da República/Alan Santos

Do UOL:

Ontem (17), o presidente Jair Bolsonaro postou no Twitter que a Petrobras assinou contrato de publicidade de R$ 782 milhões com a McLaren na Fórmula 1 por cinco anos – equivalente a quase 30 milhões de libras anuais. E que, por iniciativa de seu Governo, a estatal busca uma maneira de rescindir o vínculo com a equipe. O valor apontado, no entanto, não corresponde com o que realmente é investido em propaganda na categoria automobilística.

O UOL Esporte apurou que a Petrobras gasta anualmente 10 milhões de libras anualmente (algo em torno de R$ 52,1 milhões) com publicidade para 2018, 2019, 2020, 2021 e 2022. Vale destacar que o acordo que totaliza R$ 260 milhões em valores atuais foi firmado pelo Governo de Michel Temer, em fevereiro de 2018.

Além do valor investido em propaganda, há um contrato de desenvolvimento e fornecimento de combustíveis, óleos e lubrificantes a partir deste ano. A gasolina brasileira, no entanto, ainda não vem sendo utilizada pela equipe.

Desde novembro do ano passado, a McLaren usa o óleo de transmissão desenvolvido pela petrolífera brasileira e o time diz esperar poder utilizar o combustível no futuro. Com isso, a Petrobras segue com um grande investimento para aprimorar o produto, o que aumenta em alguns milhões o gasto da empresa. Mesmo assim, não se pode afirmar que o valor chega próximo ao divulgado por Bolsonaro – como “publicidade”.

Para efeito de comparação, estima-se que o valor do acordo entre Mercedes e sua parceira, a Petronas, da Malásia, supere os 170 milhões de reais no ano. A petrolífera cede combustível para o time alemão e tem ampla divulgação de sua marca.

(…)