Ex-morador de rua que apanhou de personal já cumpriu pena por sequestro

ex-morador de rua que ficou famoso
Foto: Reprodução

Após a repercussão do caso do ex-morador de rua Givaldo Alves de Souza, em que câmeras de segurança registraram ele durante relações sexuais com uma mulher, que posteriormente foi diagnosticada com transtorno afetivo bipolar, ele acabo ficando famoso e se tornou influencer. A polícia investiga se houve crime no caso. No entanto, foi descoberto que o o novo “popstar” já possui passagem na Justiça, pois respondeu dois processos, sendo eles de roubo qualificado e extorsão mediante a sequestro.

As duas acusações tramitam no Fórum Central de Barra Funda, em São Paulo, na 5° e 9° Vara Criminal do estado. O roubo ocorreu em 2001, mas a condenação só aconteceu em 2005.

“Ele junto com uma ou mais pessoas e utilizando uma chave falsa, sem que a vítima visse ou percebesse, furtou algum bem, pegou para si algo que não lhe pertencia. Ele não foi condenado e nem preso, na época, por esse crime”, explicou o especialista criminal ao Estado de Minas.

O outro crime aconteceu em 2004, em que ele teria invadindo uma casa junto com outras duas pessoas, armadas, sequestrado uma mulher e exigido o resgate. Givaldo, segundo os documentos, foi pego em flagrante.

“Inicialmente, ele foi condenado a 17 anos de prisão por agir com outros três comparsas, o que seria a forma qualificada do crime, por isso a pena tão elevada”, acrescentou o especialista.

A condenação do furto aconteceu enquanto ele cumpria regime fechado por conta da extorsão. Ele foi condenado a dois anos de reclusão, em regime inicial aberto, mais pagamento de 10 dias de multa.

Já em no ano de 2013, houve uma revisão criminal. Na verificação, foi constado que ele agiu com mais dois homens, não três, o que gerou a redução da pena para oito anos.

Clique aqui para se inscrever no curso do DCM em parceria com o Instituto Cultiva

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link

Ezequiel Vieira:
Related Post
Disqus Comments Loading...