Para impedir apuração sobre Dersa e Paulo Preto, tucanos dormem na Assembleia desde sexta, 15

Publicado em 17 março, 2019 8:44 am

Funcionários do líder do governo João Doria na Assembleia Legislativa, Carlão Pignatari (PSDB), dão plantão na fila do protocolo da Casa.

A estratégia deles é assegurar o primeiro lugar para o registro de requerimentos para a criação de CPIs (Comissão Parlamentar de Inquérito).

O protocolo só abre nesta segunda, mas a turma está se revezando desde sexta.

Se o primeiro da fila registrar cinco CPIs, nenhuma outra poderá ser criada ao mesmo tempo, segundo aponta o regimento. Não há um limite por deputado.

O objetivo é evitar temas desconfortáveis aos tucanos, como os escândalos do Metrô, da Dersa, com Paulo Preto, entre outros, conforme apurou a reportagem da Folha.

 

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube