Pesquisa mostra que Delações da Lava Jato esbarraram em “manipulação”, perícia e falta de prova

Publicado em 17 março, 2019 9:04 am
Marcelo Odebrecht (foto: reprodução)

Do UOL

A operação Lava Jato trouxe à tona do noticiário e do vocabulário nacional a delação premiada.

O recurso, que permite que um condenado diminua sua pena ao delatar esquemas criminosos, foi amplamente usado nas investigações. Somente em Curitiba e no STF (Supremo Tribunal Federal), foram fechados 183 acordos de colaboração pelo MP (Ministério Público).

Mas nem tudo o que delatores afirmaram necessariamente foi comprovado por investigações.

A reportagem do UOL separou cinco casos que mostram que as colaborações premiadas não conseguiram impulsionar apurações a ponto de punir os acusados. E, em alguns casos, os delatores se beneficiaram do acordo da mesma maneira.

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube