Renan Calheiros sobre Bolsonaro: “a hora que ele me chamar, eu vou”

Publicado em 11 janeiro, 2019 12:23 pm

Foto: Jonas Pereira/Agência Senado

Em entrevista ao Globo, o senador Renan Calheiros, que está articulando para presidir novamente o Senado, acenou simpatia a Bolsonaro e também defesa a reforma da Previdência.

Leia alguns trechos:

(…)

A reforma tem de ser prioridade no Congresso?

Sim. Quando fiquei contra o modelo do Michel (Temer), disse: “O Michel deveria ter conversado com o Congresso”. Porque, sem conversar, vai perder a oportunidade de fazer a reforma.

O futuro presidente do Senado tem de conversar bem com Bolsonaro?

Tem que conversar e tentar, na complexidade que vivemos, construir convergências para o Brasil. Converso com ele (Bolsonaro) qualquer hora que for convidado. Jamais se pode ser presidente de um Poder sem conversar com o presidente da República. Isso é elementar. A hora que ele me chamar, eu vou.

E as críticas do PSL?

PSL? Não tenho acompanhado (essas críticas).

Eles lançaram Major Olímpio (PSL) candidato para fazer oposição ao senhor.

É, mas o Major Olímpio, na entrevista que ele deu ao UOL, foi muito gentil comigo. Perguntaram sete vezes a meu respeito e ele foi sempre muito respeitoso.

(…)