Responsáveis pelo Touro de Ouro são multados pela Prefeitura de SP

Responsáveis pelo Touro de Ouro foram multados

A empresa DMAIS Arquitetura e Construção, responsável pela instalação do Touro de Ouro, foi multado pela Prefeitura de São Paulo. A instituição terá que pagar R$ 38 mil. O arquiteto responsável pelo projeto solicitou que a decisão seja revista.

A multa ocorreu depois que a CPPU fez a recomendação, em reunião que ocorreu na última terça (23). O pedido para instalar o Touro de Ouro deveria ter ocorrido 30 dias antes da implantação. Isso faz parte de uma legislação urbana do município paulistano.

A CPPU também ordenou que a estátua fosse retirada do espaço do Centro da cidade. Isto porque tinha elementos de publicidade. O monumento fazia referências a uma das patrocinadoras da obra, a empresa Vai Tourinho, da XP Investimentos e do economista Pablo Spyer.

Leia mais:

1 – MPF se opõe a queixa-crime de Augusto Aras contra colunista da Folha

2 – Fux decide o que acontece quando houver empate no STF em ação penal

3 – Usuário que se apossou do Coronel Siqueira tira perfil do ar após ser desmentido por esposa do criador

Touro de Ouro retirado do centro da cidade

A Bolsa de Valores retirou no dia 23 o Touro de Ouro, colocada em frente ao prédio do B2 em São Paulo. A saída aconteceu depois que a CPPU multou a empresa responsável pela obra de arte por falta de licença urbanística.

O touro foi embalado em plástico para que não fosse danificado. Ainda não há informações para qual local a estátua será levada. Depois que o animal foi retirado, a porta principal da B3 foi atingida por tinta vermelha.

De acordo com a CPPU, a instalação não teve autorização e infringiu os artigos 39 e 40 da Lei Cidade Limpa. O valor da multa é definido pela Subprefeitura da Sé, responsável pela área onde estava o monumento.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.

Naian Lopes:
Related Post
Disqus Comments Loading...