Existe cura para a doença que está matando o Brasil: impeachment. Por Tchelo

Agencia Brasil Foto Alan Santos PR

O mundo está doente e isso não é nenhuma novidade. Fome, miséria, falta de saneamento básico, desigualdade social, aquecimento global, exploração desenfreada de recursos naturais, e agora mais essa: pandemia.
O Brasil, especialmente, foi contaminado por outras mazelas de uns anos pra cá. Intolerância, ignorância, preconceito, burrice.

Sim, burrice, nesse caso, pode ser classificada como um tipo de doença. Já faz um tempo que vemos esse sintoma no gado que bateu o casco diariamente para o principal disseminador dessas enfermidades, o mula-sem-partido.

Pelo jeito febre aftosa não atinge a manada.
Quando o governo desse nosso gigante país expulsa milhares de médicos cubanos que atendiam centenas de municípios de acesso remoto, e que, portanto, ficam sem um serviço essencial de saúde, morre gente.
Se a Previdência é reformada de maneira a privilegiar empresas e o mercado financeiro e não a população que mais precisa, fazendo o povo trabalhar por mais tempo e receber menos, morre gente.

Um governo que gasta mais de 9 bilhões em 4 fragatas – pra que fragata mano, vamos entrar em guerra com quem, Venezuela?! – ao invés de priorizar investimentos em saúde e saneamento, morre gente.
Quando o presidente se preocupa somente com a economia do país ao ponto de sugerir deixar os trabalhadores 4 meses sem salário, ao invés de, antes, se preocupar com a saúde imediata do seu povo, demorando para alertar a população sobre a gravidade do momento e ainda chamando um vírus letal de gripezinha, morre gente.

E quando o líder (hahaha) da nação, rodeado de duas dezenas de membros de sua comitiva que testaram positivo para o Covid-19, entra em contato físico com populares em uma manifestação incentivada por ele? Claro, morre gente.

O governo desqualifica a ciência, regula a cultura, mistura religião e política, faz o povo não ter consciência crítica. Sem falar nas contradições (mentiras?). Cadê o exame negativo do Minto?
É triste mas é verdade. Esse governo mata mais que o vírus Corona.

Mas há esperança. Há cura. Só não dá pra esperar mais 3 anos pra tratar essa moléstia.
Senão, morre ainda mais gente.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!