Aparecem detalhes da conta secreta da família de Aécio em paraíso fiscal

Postado em 16 de março de 2016 às 9:44 am

Aécio com a mãe

Aécio com a mãe

O site da Época traz revelações sobre a conta secreta da família de Aécio em Lichtenstein. Abaixo, trechos:

(…)

Aécio acabara de assumir a Presidência da Câmara dos Deputados quando a conta em Liechtenstein foi aberta. De acordo com os documentos apreendidos pela PF, ela poderia ser movimentada por Inês Maria e por Andréa Neves, irmã de Aécio. Segundo os papéis, Aécio não estava autorizado a movimentar a conta da fundação no banco LGT. Era, no entanto, seu beneficiário, de acordo com um documento apreendido pela PF e conhecido como “By Law”.

Trata-se de um documento sigiloso, cujas cópias estão disponíveis apenas para os signatários e seus advogados – e que nem sequer é registrado perante as autoridades de Liechtenstein. O beneficiário, ou membro, de uma fundação tem direito a receber bens e dinheiro dela. Uma cláusula (…) especificava que, no caso da morte de Inês Maria Neves, Aécio herdaria a fundação e, com isso, o direito de movimentar livremente a conta no LGT. Ele, a mãe e a irmã são sócios em diversos outros empreendimentos, entre eles uma rádio e duas empresas de participação, de acordo com documentos da Junta Comercial de Minas Gerais.

A investigação da PF confirmou que nem Inês Maria, nem Andréa, nem Aécio declararam a existência da conta (…) à Receita Federal ou ao Banco Central, como determina a lei. Nenhum dos outros clientes de Muller havia declarado também. Em tese, cometeram os crimes de evasão de divisasocultação de patrimônio e sonegação fiscal.

(…)

Indepedentemente do desenrolar da investigação na Lava Jato, um exame atento dos documentos (…) permite levantar sérias dúvidas sobre as declarações apresentadas por Aécio e seus advogados.

Os papéis contradizem a versão de que a conta foi aberta “sem conhecimento da família” de Aécio e que permaneceu aberta “à revelia” dela.

(…)

Clique aqui e veja as 10 noticias que você precisa ler agora