Defesa de Garotinho já tinha acusado juiz de lawfare: Sergio Moro fez escola

Postado em 13 de setembro de 2017 às 11:37 am
Garotinho, quando foi preso na primeira vez

O juiz que determinou a prisão de Anthony Garotinho já tinha sido acusado pela defesa do ex-governador de lawfare, expressão que significa o uso de processo com aparência de legalidade para perseguir adversários políticos.

Trata-se de de Ralph Machado Manhães Júnior, da 100ª Zona Eleitoral do Rio de Janeiro. Ele já tinha mandado prender Garotinho no ano passado, quando houve aquela cena de desespero por parte do ex-governador e de sua família na frente do hospital Souza Aguiar. 

Por conta de outras decisões no processo, vistas como cerceamento do direito de defesa, o advogado de Garotinho já tinha pedido habeas corpus para o TSE, em que escreveu:

“O que se percebe, excelência, é uma necessidade descomunal em acelerar o andamento da presente ação penal para ‘sentenciar logo’ o paciente [Garotinho] que, a toda evidência, já está com o seu destino selado!”

Sérgio Moro fez escola.

x