“Lamento ter exposto a minha família a esse perigoso marginal”, diz Cunha sobre Tem… aliás, Joesley

Postado em 19 de junho de 2017 às 6:36 pm

 

Eduardo Cunha desmentiu em nota Joesley Batista e afirmou que se reuniu com o dono da JBS e com Lula em março de 2016 para discutir o impeachment de Dilma Rousseff.

A Folha teve acesso à carta.

Cunha, que negocia um acordo de delação premiada, diz que Joesley “fala que só encontrou o ex-presidente Lula por duas vezes, em 2006 e 2013. Mentira! Ele apenas se esqueceu que promoveu um encontro que durou horas, no dia 26 de março de 2016, Sábado de Aleluia, na sua residência […] entre eu, ele e Lula, a pedido de Lula, a fim de discutir o processo de impeachment […] onde pude constatar a relação entre eles e os constantes encontros que eles mantinham”.

O trecho mais engraçado, porém, é esse: “Lamento ter exposto a minha família à convivência com esse perigoso marginal, na minha casa e na dele”.

Como disse Michel Temer, tem que manter isso aí. Pelo jeito, está sendo mantido.

 

x