Moro, um casal foi espancado na Paulista por não gritar “Fora Lula”. Era essa a ideia? Por Kiko Nogueira

 

O nome dele é Lucas Brasileiro. Tem 21 anos. O dela é Isadora Schautte, de 18. São namorados.

Eles escaparam de ser linchados no Masp na noite de 16 de março. Lucas contou em detalhes a razão no vídeo que posto abaixo.

Vou resumir: ela passava pelo vão livre, voltando do trabalho, quando encontrou um grupo gritando palavras de ordem contra Lula.

Um dos sujeitos com uma bandeira nas costas gritou “Fora Lula” em seu ouvido. Ela disse que não concordava.

E então começou a apanhar. Em pouco tempo Lucas apanhava também.

Vou resumir mais: eles foram agredidos por uma matilha fascista porque tinham uma opinião diferente.

Era isso que o juiz queria? Era esse Brasil?

Era isso que queria a Globo com a divulgação de vazamentos sem apuração e a cobertura de protestos com todos os links e câmeras dando palco para animais raivosos em bandos?

É para isso que um juiz divulga um grampo obtido ilegalmente? A gravação da ligação de Dilma e Lula foi feita pela PF depois que ele determinou a interrupção das escutas — e mesmo assim elas foram feitas. E mesmo assim ele vazou o conteúdo.

Em nome de quê? Lucas e Isadora vão recorrer a quem? À polícia? À justiça? Ao Moro? Ao Gilmar?

E quando forem seus filhos?