10 sinais sutis (ou não) de que o seu relacionamento é abusivo. Por Nathalí Macedo

O seu abusador não parecerá um monstro. Antes de lobo, ele será um cordeiro afável. Ele te abraçará no fim de um dia difícil e dirá “você só precisa de um pouco de carinho e um episódio da nossa série preferida, sem drogas.”

O seu abusador te ganhará pelo cuidado. Mas no dia seguinte, ele te dirá, aos gritos, que você é louca.

O seu feminismo não te salvará do seu abusador. Você não está isenta disso porque nenhuma mulher está. Nenhum dos livros que você leu te fará acreditar nas pessoas que te avisarão – sempre avisam – que o seu abusador é um abusador.

Não importa quantas te digam o contrário: você acreditará que com você vai ser diferente, porque a gente sempre se considera mais especial que os outros, sobretudo quando a gente se apaixona.

Então por vezes você terá a sensação de que ele leu um manual de instruções para lidar com você, e isso se parecerá com amor, mas na verdade é só capacidade de manipulação e controle – abusadores têm essa capacidade de sobra.

Talvez essas dicas te ajudem a identificar uma relação abusiva, mas não a sair dela – porque não é fácil, não é nada fácil. Ou talvez você escolha acreditar naquela parte de você que insiste em te dizer que o seu abusador é inocente.

  1. Ele dirá que suas ex-namoradas são loucas – Loucas. Todas loucas. Não importa quantas tentaram suicídio após serem abusadas por ele: ele não tem nada com isso. É apenas uma vítima de mulheres loucas que insistem em persegui-lo. Ele é apenas o fetichista das loucas. E a próxima louca – preciso dizer? – será você.
  2.  Ele escolherá os alvos mais frágeis – abusadores só são abusadores porque foram abusados um dia – pela mãe, pelo pai, pela babá, pela vida – e, é claro, porque homens têm licença para serem abusivos. Então, os abusadores precisam de alvos mais frágeis do que eles e mais fáceis de dominar: escolherão, portanto, as órfãs, as depressivas, as fracassadas, as que possuam qualquer fragilidade que as torne mais facilmente domináveis. Isso não é amor ou altruísmo: é o egoísmo do abusador manifestando-se consciente ou inconscientemente (para você, vítima, isso pouco deve importar).
  3. Ele terá ciúmes do seu passado – Ele ficará curioso sobre sua vida sexual antes dele e se sentirá incomodado por ter transado com menos pessoas que você. Mais uma vez, não é amor: é apenas o ego masculino ferido. Liberdade sexual feminina incomoda – especialmente aos abusadores.
  4. Ele salientará os seus defeitos – Ele te dirá que você não é boa o suficiente – às vezes com termos mais sutis – na primeira oportunidade (e na segunda, e em todas as outras). Ele te elogiará muito até conseguir conquista-la: depois disso, ele tentará sugar a sua autoestima até coloca-la abaixo de zero. Abusadores não têm autoestima – por isso mesmo são abusadores – e só estarão realmente satisfeitos quando você também não a tiver.
  5. Ele agirá com paternalismo – Ele tentará te “proibir” de certas coisas e te “dar bronca” quando julgar necessário, como fazem os pais com suas filhas rebeldes, porque abusadores precisam sentirem-se na posição de “protetores” e “dominadores”. Nota: você não precisa de um protetor.
  6. Ele surtará quando se sentir ameaçado – Quando sentir que você pode abandoná-lo, ele revelará uma face monstruosa e sádica. Ele tentará te trazer um sofrimento psíquico que te torne incapaz de abandoná-lo.
  7. Ele pedirá desculpas – Ele te pedirá desculpas, ele dirá que vai ser diferente dessa vez – spoiler: não será diferente – e um novo ciclo de abuso começará.
  8. Ele desconfiará de todas as mulheres – Para um abusador, a caixa de Pandora está sempre aberta: mulheres são mentirosas, aproveitadoras, cínicas e vitimistas. As vítimas, na verdade, são os homens.
  9. Ele defenderá as masculinidades – Ele dirá que a masculinidade é importante para o homem e para as relações. Freud disse a mesma coisa, mas o abusador esquece de um detalhe importante: há as masculinidades naturais e saudáveis e as masculinidades tóxicas, que precisam ser combatidas. Ele não estará interessado em combater suas masculinidades tóxicas.
  10. Ele pulará do barco quando você realmente precisar dele – Abusadores só amam a si próprios. Portanto, quando você realmente precisar dele, você deixará de ser a mulher dos seus sonhos e se tornará apenas um problema que deve ser descartado. Meu conselho – que você não é obrigada a seguir porque não é obrigada a nada: descarte-o antes.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!