Pedófilo que abusou de 60 crianças no DF é bolsonarista, evangélico e popular nas redes

(Reprodução)

O pedófilo Syllas Souza Silva, detido pela polícia no dia 20 de junho, após ter abusado de mais de 60 crianças, é um ferrenho defensor de Jair Bolsonaro, além de filiado ao Partido Social Cristão, e ser um religioso fervoroso nas redes.

Nascido em Tutóia, no Maranhão, Syllas tem 31 anos e segue isolado em uma cela no Complexo Penitenciário da Papuda. A investigação começou após os pais de uma adolescente de 13 anos registrarem ocorrência.

Seu modo de operação consistia em  ganhar a confiança dos jovens se passava por uma adolescente nas redes, usando um perfil falso no Instagram. Quando ficava mais íntimo, o pedófilo, então, fornecia um telefone para conversa via aplicativo de mensagens.

Ele obrigava meninos e meninas a enviar fotos e vídeos com conteúdo pornográfico. Em algumas ocasiões, chegava a convencer crianças e adolescentes a introduzir objetos no ânus ou a se masturbar.

Com 3.558 amigos no Facebook e 1.584 seguidores no Instagram, o pedófilo era ativo nas redes sociais, principalmente demonstrando sua vertente política: exaltações ao golpe de 64 e a Jair Bolsonaro.

Freud explica.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!