A Copa dos memes

Este texto foi originalmente publicado no site da BBC Brasil
140707022223_meme_fred_624x351_reproducao_nocredit
A reclamação do atacante Fred com o juiz virou uma série de memes na internet logo após o lance

Pouca coisa tem saído de acordo com o previsto nesta Copa do Mundo. A Costa Rica fez uma grande campanha, enquanto as campeãs mundiais Inglaterra e Itália foram eliminadas na primeira fase. Os protestos não tumulturam, e as críticas ao Mundial antes de seu início deram lugar a elogios do público e da imprensa. E quem imaginaria ver Neymar fora da seleção brasileira por uma lesão?

Nesta série de surpresas, uma das poucas certezas é que, depois de um lance polêmico ou um jogo emocionante, #VaiTerMeme.

Principalmente quando a sede da competição, o Brasil, é o quinto maior mercado de internet do mundo, com metade dos 200 milhões de habitantes conectados à internet e um dos cinco maiores países para as principais redes socais.

Antes de cada apito final, uma série de piadas já circula na rede e é amplamente compartilhada em sites como Twitter e Facebook e por meio de programas de trocas de mensagens, como Whatsapp.

Os memes normalmente se resumem a uma imagem acompanhada de um texto curto e bem-humorado sobre um acontecimento.

Num torneio visto pela televisão por bilhões de pessoas conectadas pelo smartphone ou pelo computador, não demora muito para que um lance incomum vire piada pronta na internet.

“As redes têm no humor grande parte do seu sucesso e, nisso, os memes são um prato cheio, ainda mais numa Copa com tantos acontecimentos inusitados”, diz Fábio Garcia, do Laboratório de estudos sobre Imagem e Cibercultura (Labic) da Universidade Federal do Espírito Santo, que vem acompanhando as imagens mais compartilhadas na internet deste Mundial.

‘Marcelolíc’ e #VanPersieing

140707015402_meme_suarez_512x288_reproducao_nocredit

Após morder um jogador italiano, o uruguaio Suárez se tornou o campeão de memes

A pedido da BBC Brasil, o Labic fez um levantamento dos memes que marcaram a Copa do Mundo até agora. Como não poderia deixar de ser, a maiores estrelas da competição – os jogadores – também são os protagonistas da maioria das piadas extra campo.

Um dos primeiros a sentir na pele o novo fenômeno foi o brasileiro Marcelo, que marcou um gol contra no jogo com a Croácia e ganhou uma “reedição” de sua figurinha do álbum da Copa como parte do time adversário e rebatizado como “Marcelolíc”. Quem tentou cavar falta, como o holandês Robben e o brasileiro Neymar, também não foi perdoado.

Robin Van Persie criou moda na internet ao mergulhar na área da Espanha para marcar um belo gol de cabeça para a Holanda. Logo, milhares de pessoas compartilhavam fotos de si mesmas imitando o lance, acompanhadas da hashtag #VanPersieing.

Numa Copa marcada pelo ataque veloz e uma média de gols acima de edições anteriores, goleiros como o mexicano Oshoa, o brasileiro Júlio César e o costariquenho Navas se destacaram com belas defesas e foram homenageados com imagens em que aparecem com tantos braços quanto as pernas de um polvo.

Mas nenhum jogador fez mais barulho do que o uruguaio Luiz Suárez, que deixou a Copa após morder o zagueiro italiano Giorgio Chiellini. Na internet, o atacante virou o tubarão de Steven Spielberg, o canibal de Silêncio dos Inocentes e ganhou uma proteção de pescoço como as usadas em cachorros.

Memes não são uma novidade na internet, mas parecem ser especialmente populares nesta Copa do Mundo. Seu nome pega emprestado o termo criado pelo biólogo inglês Richard Dawkins em seu livro O Gene Egoísta, de 1976, um ensaio sobre como uma informação cultural se espalha pela sociedade.

Recordes nas redes

140706202540_meme_copa_abertura_3_624x351_reproducao_nocredit

Os primeiros memes surgiram no fim da década de 1990, compartilhados principalmente por email e em fóruns de discussão. Então, vieram as redes sociais e elas se provaram o meio ideal para se publicar e trocar estas piadas e comentários. Os memes explodiram em popularidade.

Não é coincidência que este Mundial também seja o evento global mais comentado em redes sociais da história. Nunca o Facebook havia registrado 1 bilhão de comentários, curtidas e compartilhamentos sobre um mesmo assunto. No Twitter, a Copa bateu o recorde de mensagens por minuto: chegou a 388,9 mil com a bola na trave do Chile que quase tirou o Brasil da competição.

Ajuda o fato da sede da competição, o Brasil, ser o quinto maior mercado de internet do mundo, com metade dos 200 milhões de habitantes conectados à internet, segundo as pesquisas mais recentes, e um dos cinco maiores países para as principais redes de informação, como Facebook, Twitter, Instagram, Whatsapp e YouTube.

“Está todo mundo falando da mesma coisa ao mesmo tempo, e isso faz com que a piada que ficava restrita ao sofá de casa ou à mesa do bar ganhe o mundo”, diz Carlos Moreira Jr, do Twitter no Brasil.

Também nunca foi tão fácil criar um meme. Hoje existem sites dedicados só a eles, como o Know Your Meme (Conheça seu meme, em inglês) e o 9Gag.com, que criaram seções inteiras para esta Copa. Noutros endereços, basta escolher uma imagem ou usar uma nova e aplicar nela um texto para criar um novo meme em segundos.

Broncas e hinos140707020507_meme_dilma_512x288_reproducao_nocredit

Após o sufoco passado contra o Chile, a presidente Dilma Rouseff ‘dá uma bronca’ em Felipão

Tudo isso fez com que, neste Mundial, memes se espalhassem na internet como uma ola percorre uma arquibancada. Foi assim desde a cerimônia de abertura, quando a cantora Cláudia Leitte, vestida de azul e brilhantes, virou a Galinha Pintadinha. Muita gente insatisfeita com o espetáculo compartilhou uma montagem que mostra como a festa “padrão Fifa” não chegou aos pés do Carnaval ou do Bumba Meu Boi, as festas “padrão Brasil”.

A presidente Dilma Rouseff também protagonizou uma boa leva de memes. Num deles, publicado após o sufoco nacional passado durante os pênaltis contra o Chile, a presidente aparece ao lado do técnico Luiz Felipe Scolari com o dedo em riste, dizendo: “Que isso não se repita!”.

140707020252_meme_hino_coreia_do_sul_512x288_reproducao_nocredit

Nem os solenes hinos nacionais foram poupados nesta Copa do Mundo

A torcida também foi um prato cheio para a internet. Mesmo captada só por alguns segundos, uma torcedora mexicana boquiaberta viu sua imagem rodar o mundo. Em outro meme, torcedores fantasiados de Power Rangers eram a prova de que a Copa está muito boa “porque até eles vieram assistir”.

Nem um dos momentos mais solenes das partidas, o hino nacional, escapou de virar piada. A letra do hino do Japão deu lugar à música de abertura do desenho animado japonês Pokemon, e os jogadores da Coreia do Sul pareciam cantar o hit Gangnam Style, do cantor sul-coreano Psy.

Sucesso fugaz

Mas Dilma, Claudia Leitte, Suárez, ou “Marcelolíc” não têm muito com o que se preocupar. Na mesma velocidade com que aparecem, os memes desaparecem.

“Os memes têm uma grande repercussão, mas são uma piada que envelhece rápido”, diz Alessandro Lima, presidente da empresa de monitoramento e análise de contéudo digital E.Life.

“Quando um fica velho, as pessoas são estimuladas a fazer um novo. É legal criar um meme popular, é como deixar uma marca no mundo.”140707015708_meme_chicobuarque_512x288_reproducao_nocredit

Os memes fazem sucesso, mas passam rápido

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.31.40

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.31.30

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.31.19

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.31.07

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.30.24

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.30.10

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.29.19

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.30.49

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.29.39

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.29.19

Captura de Tela 2014-07-07 às 09.29.02

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!