A Globo vai devolver o dinheiro desviado de uma obra em favela para seu Museu do Amanhã? Por Kiko Nogueira

Eduardo Paes (centro) e José Roberto Marinho (dir.), presidente da Fundação Roberto Marinho, no Museu do Amanhã (FOTO Márcia Foletto)

O Estadão relata que “auditoria feita no Porto Maravilha concluiu que, para a construção do Museu do Amanhã, o município realocou R$ 112,3 milhões originalmente destinados a obras de infraestrutura em uma favela, o Morro do Pinto”.

Um aditivo foi feito em abril de 2012. 

A realocação de recursos, prossegue a matéria, “intrigou a nova gestão da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp)”.

O relatório foi entregue ao TCM e à Câmara Municipal. Há um projeto de CPI tramitando, cujo destino você sabe qual será.

O Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio, MAR, ambos ligados à Fundação Roberto Marinho, custaram R$ 686 milhões. 

De acordo com o jornal, a auditoria constatou ainda que quase três quartos do dinheiro destinado ao fomento da cultura naquela região, R$ 89,9 milhões de um total de R$ 122,7 milhões, foram investidos apenas nessas duas instituições.

A bomba, claro, está sendo jogada no colo de Eduardo Paes e Sergio Cabral. Mas é impossível tirar a Globo da jogada, em sua relação promíscua com o poder público.

No site oficial, o Museu do Amanhã se apresenta como “uma iniciativa da Prefeitura do Rio, concebido e realizado em conjunto com a Fundação Roberto Marinho, instituição ligada ao Grupo Globo”.

A gestão é do IDG, Instituto de Desenvolvimento e Gestão, que tem como diretor presidente Ricardo Piquet — ex-diretor daquela fundação.

Em agosto, houve uma exposição sobre a “evolução da televisão no Brasil”.

Nada disso vai sair no Jornal Nacional. O Estadão sequer menciona o grupo carioca.

A Globo está associada a todos os grandes e obscuros negócios nacionais, da política ao futebol.

Quando o sócio é denunciado, age como se nunca tivesse nada a ver aquilo. Até quando?

Até seus telespectadores dizerem chega.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!