A mente sombria de Moro. Por Moisés Mendes

Do blog de Moisés Mendes:

Uma frase para quem ainda busca forças e inspiração para enfrentar o poder do fascismo justiceiro:
“Somente uma mente totalitária, sombria, maniqueísta, autoritária e pode imaginar que vai utilizar recursos públicos para manipular a população contra os canais de democracia representativa”.

A frase, do ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União, é dirigida ao justiceiro de Curitiba.

Foi dita em seu voto, na decisão do TCU de suspender, por 6 votos a 2, a campanha mundo cão de Sergio Moro para o tal pacote anticrime.

Com a goleada, o TCU evitou que a turma do ex-juiz queimasse parte dos R$ 10 milhões que seriam gastos com a pregação da justiça a qualquer custo.

Salvaram uma parte, porque uma soma ainda não calculada foi entregue aos marqueteiros contratados por Moro para elaborar as peças e vender a imagem do falso caçador de bandidos.

É preciso ter esse dinheiro de volta, ou os marqueteiros também são protegidos pelo ex-juiz?

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!