A PF do Moro agora é a PF do ‘Mito’. Por Fernando Brito

O presidente Jair Bolsonaro, participa da cerimônia de encerramento dos cursos de formação profissional do ano de 2019, para ingresso na carreira Policial Federal

PUBLICADO NO TIJOLAÇO

POR FERNANDO BRITO

O envio de uma “Força Tarefa” da Polícia Federal de Brasília para cumprir mandados de busca e apreensão na residências – oficial e particular – do governador do Rio de Janeiro é o maior sinal de onde partiu a iniciativa de, em plena pandemia, desfechar-se uma operação espalhafatosa contra um adversário.

Não se sabe ainda detalhes, mas não se descarte a hipótese de ter sido pedida a prisão do governador, na semana passada, pelo gabinete do Procurador Geral Augusto Aras e a autorização do STJ para a deflagração de ações. mesmo em menor escala, pode ter sido a razão da incontrolada “homenagem” de Jair Bolsonaro a Augusto Aras.

Tudo indica que o “Mito” é o novo Moro: tem o controle do Ministério Público e da Polícia Federal para produzir acusações e “provas” contra aqueles a quem visam destruir politicamente.

Aliás, a ideia do que a afilhada de Moro, Carla Zambelli, chamou de “Covidão” e que seria uma espécie de Lava-Vírus foi do ex-ministro, que criou um grupo de ” Combate à Corrupção e ao Desvio de Recursos Públicos” dentro da Polícia Federal, destinado a fuçar, especificamente, todos os contratos e compras feitos por conta da pandemia.

Repete-se no MP e na PF o que aconteceu no Brasil: Moro faz a cama, Bolsonaro deita-se nela.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!