A Samsung acha que somos idiotas?

Um novo comercial do Galaxy não ataca o iPhone ou a Apple, mas seus usuários

Sempre adorei comerciais. E como amo tecnologia, os relacionados ao tema sempre me chamaram atenção. Para mim o melhor de todos é o 1984 da Apple, em que ela ataca a IBM. Dirigido por Ridley Scott, o vídeo faz referência ao livro homônimo de George Orwell, onde o mundo é regido por um tirano onipresente chamado Big Brother. Ele só foi ao ar uma vez, dia 22 de janeiro de 1984, durante o Super Bowl.

Agora, a Samsung aproveitou o lançamento do iPhone 5 para dizer num comercial o seguinte: as pessoas não precisam ficar na fila para comprar a grande novidade. Isso porque ela já existe e se chama Galaxy SIII.

(MAIS: O Blackberry está fadado a morte?)

(MAIS: Motivos para amar e odiar o iPhone 5)

O comercial em questão me incomodou por uma razão: ele não ataca a Apple e tampouco o iPhone, mas sim seus usuários. A Samsung está falando mal das mesmas pessoas que ela quer conquistar. Eu não compraria um celular de uma empresa que acha que sou um idiota. E você?

Grande parte dos comerciais são de empresas atacando suas concorrentes, mas nunca vi uma marca dizendo “quem compra Ariel é burro e os inteligentes usam OMO”. Lógico que a Samsung não mostra isso tão explicitamente, mas é o que as pessoas entendem depois de ver os vídeos.

A Apple, que já fez comerciais belíssimos como o Think Different e o citado 1984, também não está numa boa fase em termos de criatividade publicitária. Ela fez uma série para exaltar as qualidades do Mac e dos seus geniuses (que são nada mais que técnicos de informática, vestindo uma camiseta com uma maçã mordida no meio). Com uma comédia esdrúxula, e atuações um tanto quanto duvidosas, essas propagandas foram muito criticadas por não ter a finesse a que estamos acostumados.

A Apple nunca vendeu tantos Macs e a Samsung nunca vendeu tantos Galaxys, mas a razão está longe de ser a qualidade de suas propagandas. O aumento de vendas é diretamente relacionado às funções extraordinárias que eles trazem a nossas vidas. O boca a boca é a verdadeira grande propaganda. Nada como ver seu amigo fazendo um FaceTime para querer um iPhone.

Um ótimo design ajuda muito. E se você gosta de cinema, lanço um desafio: quantas vezes você não viu um MacBook ou qualquer outro iGadget em filmes hollywoodianos? Esse tipo de publicidade não tem preço, e a Apple é campeã nesse ramo.

Fico agora na saudade das propagandas dos iPods com o U2, Coldplay e Eminem. Sem contar a antiga serie de vídeos chamada Get a Mac. Estes sim, comerciais de qualidade, atacando seu maior concorrente sem tratar os usuários como imbecis.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!