VÍDEO: Advogado bolsonarista agride empresária

O agressor bolsonarista Ronnie Boaro
O agressor bolsonarista Ronnie Boaro. Foto: Reprodução

O advogado bolsonarista Ronnie Boaro agrediu a empresária Tatiane Marão em Taquaritinga (interior de São Paulo). A motivação do ataque teria sido um desentendimento com a mulher do agressor por conta de um colete salva-vidas. Ele a espancou com socos e chutes.

A empresária tem hematomas no rosto, nos braços e nas costas. Passou por um exame de corpo de delito e registrou boletim de ocorrência na delegacia da cidade.

Veja o momento da agressão:

Leia também:

1 – Carluxo reclama de aliados sendo chamados de “bolsonaristas”

2 – XP decide mudar suas pesquisas eleitorais por causa de Lula

Nunca falha: agressor é bolsonarista

No Facebook, Ronnie Boaro mostra que votou 17 com força em 2018. Entre suas publicações na plataforma há diversas postagens defendendo Jair Bolsonaro e seus aliados. Há também de anúncios de compra e venda de veículos, ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), ao PT, a Lula e ao governador de São Paulo, João Doria.

Suas redes sociais foram descobertas por internautas e ele está sendo massacrado nos comentários da publicação:

Ronnie Boaro está sendo massacrado nas redes após a agressão. Foto: Reprodução

Entenda o caso

As agressões ocorreram no último domingo (11), no Clube Náutico de Taquaritinga, segundo o g1. A empresária passava a tarde dois amigos e duas crianças. Eles resolveram passear de jet ski, mas um deles esqueceu de levar o colete salva-vidas.

Após o amigo e a filha voltarem com o colete, uma mulher começou a agredi-los. “Eu revidei com ela, perguntei qual era o problema, e ela falou ‘o problema é que o colete é meu e eu não vou emprestar’. Nisso ela começou a xingar a gente de tudo que é nome”.

Após o fim da discussão e a devolução do colete, eles foram para o bar do clube. Foi quando Tatiane sentiu um golpe. “Eu comecei a ouvir uma gritaria. Ele já veio me dando soco, deu um soco no meu olho, puxou meu cabelo, me jogou no chão e começou a me chutar junto com o filho dele. Foi horrível, não tinha motivo para nada disso”, relata.

Os hematomas causados pela agressão. Foto: arquivo pessoal

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!