Aécio pode sumir de Minas, mas seu legado estará muito bem representado em Anastasia. Por Kiko Nogueira

Cascatinha e Seu Cascata

Aécio Neves não foi à convenção tucana que oficializou neste sábado, dia 28, o nome do senador Antonio Anastasia para disputar o governo de MG e do deputado federal Marcos Montes (PSD) para vice.

A assessoria deu uma desculpa esfarrapada.

“Só a partir do anúncio de sua decisão o senador Aécio participará de atos de campanha”, diz a nota.

Ele está se reunindo com diversas lideranças políticas “para avaliar a melhor forma de contribuir para o resgate de Minas Gerais nesse momento de extrema gravidade e grandes incertezas”.

Então tá.

Aécio é um zumbi político — mas sobrevive, e muito bem, no próprio Anastasia.

Anastasia estava por trás do “choque de gestão”, uma patacoada marqueteira que serviu de cortina de fumaça para o estado ser saqueado.

Teve a ideia em 2002, quando, depois de ter sido secretário-executivo dos Ministérios do Trabalho e da Justiça nos dois mandatos de FHC, preparava o programa de governo de Aécio.

O resultado: no final de 2014, Minas registrou um déficit de 2,16 bilhões de reais.

Pelo perfil baixo, Anastasia é dissociado do chamado núcleo duro aecista, cujas figuras de proa são Andréa Neves, Oswaldo Borges da Costa Filho, o Oswaldinho, Danilo de Castro, Paulo Vasconcelos e o famoso primo Fred, aquele que Aécio mandaria matar antes de delatar.

Anastasia, no entanto, azeitou a máquina de Aécio.

Foi também relator do impeachment no Senado.

Acolheu as denúncias da acusação e considerou em seu relatório que Dilma cometeu o clássico “crime de responsabilidade”.

“Instaurou-se um vale-tudo orçamentário e fiscal que trouxe sérias consequências negativas para o país”, afirmou no parecer.

Depois vieram à tona suas próprias pedaladas mineiras. “As estatísticas não apuravam”, explicou.

Aécio pode não dar as caras em sua terra, mas seu legado está muito bem representado no mano Anastasia.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!