Aldeia em Portugal com brasileiros em quarentena e o surto da discriminação

Publicado originalmente no Blue Bus 

Por Marise Araujo

É notícia na mídia desse início de tarde aqui em Portugal a quarentena entre a comunidade brasileira na aldeia de Santo Estêvao, no concelho de Benavente, a 60 km de Lisboa.

No sábado passado, entre essa comunidade de moradores, constituída na sua maioria de trabalhadores nas quintas das locais, foram confirmadas 5 pessoas infectadas, o que já levou à realização de 86 testes. “Dos testes apresentados confirmam-se mais 17 casos positivos“, declarou o presidente da Câmara de Benavente, Carlos Coutinho, aos jornalistas. “No total, 22 pessoas deram positivo”, afirmou. “As medidas tomadas sao suficientes e para os que não têm condições para fazer o isolamento oferecemos abrigos da própria Câmara“, concluiu.

Hoje, a situação está controlada, mas a preocupação entre os brasileiros ainda é grande, principalmente em relação a uma possível reação negativa dos outros habitantes do local. O primeiro caso de contaminação foi o de um brasileiro que chegou de Lisboa.

O perigo nao é o vírus da COVID-19, mas o outro vírus, o da discriminação, que sempre encontra o ambiente ideal para mostrar novos surtos. Atenção, sempre!

Nesta 3ª feira (7), Portugal tem 44.416 casos confirmados da COVID-19 e 1.629 mortes causadas pela doença. A área de Lisboa concentra 72% dos novos casos registrados nas últimas 24 horas. |

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!