Aman, onde Bolsonaro foi cadete, tem surto de covid-19. Por Hugo Souza

O presidente Jair Bolsonaro em visita à AMAN

PUBLICADO NO COMEANANAS

POR HUGO SOUZA

Já são 25 os infectados pelo novo coronavírus na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende, no Sul Fluminense. São 21 cadetes e quatro militares graduados com covid-19.

No último sábado, 2, Come Ananás circulou em frente ao portão monumental da Aman e notou que nenhum dos militares que cumpriam turno nas proximidades da entrada da academia usava máscara.

O surto de covid-19 na Aman já representa quase um terço dos casos confirmados em Resende, número que nesta segunda-feira, 4, é de 71 contaminados, com quatro mortes.

Foi na Aman que em novembro de 2014 o então deputado Jair Bolsonaro fez seu primeiro discurso se apresentando como postulante à presidência da República, pouco antes da cerimônia anual da entrega do Espadim, a formatura dos aspirantes ao oficialato do Exército brasileiro.

Dirigindo-se aos cadetes da Aman, tendo sido ele próprio um deles no passado, Bolsonaro disse que seu objetivo era virar o país à direita quatro anos mais tarde, nas eleições de 2018.

“Alguns vão morrer pelo caminho”, vaticinou. Foi aplaudido e saudado como “líder!”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!