“Ameaça de um fraco que sabe que perdeu”, diz Omar Aziz sobre “tanqueciata” de Bolsonaro

Jair Bolsonaro acompanha desfile de blindados em Brasília. Foto: Reprodução/Facebook

No início da sessão da CPI da Covid desta terça (10), Omar Aziz leu uma nota assinada pela CPI da Covid sobre a “tanqueciata” de Jair Bolsonaro.

“Cena patética, que mostra apenas a ameaça de um fraco que sabe que perdeu. Não haverá voto impresso, não haverá nenhum tipo de golpe contra nossa democracia”, leu o presidente da comissão.

O documento chama ainda o desfile militar de “lamentável” e diz que há “uma clara tentativa de intimidar parlamentares e opositores”.

“Bolsonaro imagina com isso estar mostrando força, mas na verdade está evidenciando toda a fraqueza de um presidente acuado pelas investigações de corrupção, inclusive dessa CPI”, critica.

O senador ainda criticou a atuação das Forças Armadas e lembrou que não existe ameaça à soberania do país:

“Fez essa encenação, coreografia, para mostrar que tem controle das Forças Armadas e pode fazer o que quiser com o país. É um absurdo inaceitável. Não é um teatro sem consequência, mas um ataque frontal à democracia, que precisa ser repudiado. O papel das Forças Armadas é defender a democracia, não ameaçá-la”.

A nota aponta ainda que Bolsonaro “deveria ter medo do ridículo”, “degradou as instituições” e “rebaixou as Forças Armadas”.