Anitta matou a pau: aqui o número da besta é o 17

Eles

Anitta voltou a brilhar nas redes. E com uma frase de apenas 35 letras.

Simples, mas simbólica dos tempos que vivemos: “99,17% …. olha o 17 aí minha gennnnnnnte”, escreveu a cantora numa alusão explícita ao presidente Jair Bolsonaro, cujo número vitorioso na campanha presidencial de 2018 foi o 17.

O público entendeu o recado. O jogo da palavras que relaciona o cancelamento de Karol Conká do Big Brother com o mandatário é explícito. Já passou de 223 mil likes no Twitter e continua bombando.

Anitta é um gênio da raça. Alguém que veio de baixo, para usar uma expressão que todo brasileiro entende, subiu na vida a partir do próprio talento, mas não perdeu as raízes.

A despeito de você gostar ou não dela, é preciso reconhecer que não é do tipo que renega o seu passado e se junta ao pior da elite,  desprezando e fazendo chacota dos humildes.

O post dessa madrugada alerta para duas pessoas tóxicas: Karol, eliminada com a maior votação da história, e Jair, um cara igualmente odiado, exceto pelos seus milicianos.

Trump, o ídolo do capitão, era assim nos EUA.

Foi cancelado sem dó. Tentou trapacear, contestando o pleito, e acabou ainda mais desmoralizado.

Bolsonaro está no mesmo caminho, mas disfarçando a estupidez dois anos antes, quando contesta a urna eletrônica.

Sabe que, exceção da claque organizada por correligionários para aplaudi-los nas ruas, é um pária – aqui e no exterior.

Seu destino parece ter sido traçado na noite desta terça, 23.

Que 666 que nada. Aqui o número da besta é o 17. A junção de dois algarismos que une tóxicos como Jair e Conká.

Deus é brasileiro.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!