Ao pastor Malafaia, só restou mentira e ódio para defender Moro. E ele está usando. Por Vinícius Segalla

Cara de um, focinho do outro

O pastor Silas Malafaia é viciado em redes sociais. Publica vídeos no Twitter todos os dias. Convida-se o leitor que tem estômago forte e tempo livre: assista, aleatoriamente, a cinco dos 20, 30, 40 últimos vídeos que o pastor publicou.

Conte quantas vezes ele falou de religião, de Jesus. E conte quantas vezes ele falou de política. Conte quantas vezes o que se nota ao assistir são sentimentos de ódio, de rancor, ofensivos, atacantes. Conte quantas vezes o que se vê são mensagens de fraternidade, amor, de valores cristãos.

Então, esse é o pastor Silas Malaia. Não é à toa que é um bolsonarista convicto, é cara de um, focinho do outro.

Nesta quarta-feira (10), o pastor publicou um vídeo defendendo o juiz Sergio Moro, xingando Lula e Dilma, defendendo Jair Bolsonaro. Sempre gritando, babando ódio, rancor, sentimentos ruins. Até aí, é direito do pastor se dizer pastor e babar como um pastor do Diabo.

Só que, nesta quarta, além de babar ódio como de costume, o pastor mentiu não só sobre si mesmo, mas sobre questões nacionais – o que também não é raro, mas é sempre bom que se esclareça, muita gente o tem como pastor e propagador da verdade, sabe-se lá como.

Ele mentiu ao dizer que, ao declarar a suspeição de Moro nos processos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, “todos os processos da Lava Jato serão anulados”, com a consequente volta para casa de muitos bandidos que estão na cadeia, mente ele.

Mentiroso, é o que mostra que é. Não é ignorância jurídica, ele é bem informado, e está em todos os jornais, sites e portais as explicações jurídicas sobre as consequências da suspeição de Sergio Moro. Entre elas – o pastor só precisaria dar um Google e saber ler para descobrir -, não está a anulação de todos os processos da Lava Jato nem de todos os processos julgados por Sergio Moro.

Mas é preciso ter compreensão. Nada além da mentira e do ódio restou ao pastor para defender Moro. O pastor, coitado, não teve nem como tocar no assunto se Moro é ou não efetivamente suspeito para julgar Lula.

Nem ele conseguiria mentir uma dessas sem vexar. As notícias estão todas aí, até no Jornal Nacional. Moro é suspeito para julgar Lula, claro que é. Como então defender seu julgamento? Mentindo que, se anular esse julgamento, anula-se todo o trabalho da Operação Lava Jato.

Assista, por sua conta e risco, ao triste, mentiroso e cheio de ódio vídeo do pastor Silas Malafaia em defesa de Sergio Moro.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!