Apagão do Facebook foi provocado por ’falha humana e grave’, diz especialista em segurança

Ilustração/LogoFacebook – Foto: GETTY IMAGES

Apagão do Facebook, que também atingiu o Instagram e o WhatsApp, na segunda (4) foi fruto de “falha grave e humana, não do sistema”. É o que disse o especialista em segurança digital, Marcus Garcia, para a CNN nesta terça (5).

LEIA MAIS:

1 – Nova pesquisa confirma chances de Lula vencer no 1º turno

2 – Malafaia faz promessa para ser vice de Bolsonaro: “100% dos evangélicos”

3 – VÍDEO – Freixo explica a Monark por que usar uma arma é diferente de dirigir um carro

Falha no Facebook

O Facebook informou em comunicado que houve uma falha de configuração na rede interna. “Foi um problema no sistema que faz as rotas para que a internet saiba como chegar até as redes sociais.”

Ao mesmo tempo, a própria configuração interna da empresa não funcionou. Como toda a base dos aplicativos possui os mesmos “datacenters” – ou servidores – todos os serviços compartilhavam do mesmo sistema que apresentou a falha, causando a queda generalizada.

Marcus Garcia não acredita que os “datacenters” voltarão a ser isolados entre si. “O Facebook veio integrando nos últimos dois anos os sistemas. Os três têm interdependência.”

“Essa falha do ponto de vista de tecnologia foi catastrófica. Não permitiu ‘meio funcionamento’. Caiu de forma integral. Salvo que tivessem outros datacenters para esse fim, não vejo como poderiam prevenir. Foi uma falha grave e humana, não foi de sistema”, acrescentou.

Ele ainda reforçou que não houve vazamentos de dados, mas fez um alerta importante. “A forma mais segura de proteção é não ter dados pessoais importantes nessas redes sociais. O mínimo possível é o melhor.”