Após insuflar seus eleitores a “lutar” numa “guerra total”, Trump vai jogar golfe após a derrota para Biden

Trump chega a seu campo de golfe após o anúncio da vitória de Biden

Donald Trump esperneou, gritou, ameaçou, mentiu, fez o diabo para não aceitar a derrota para Joe Biden nas eleições americanas.

Na noite de quinta, protagonizou um espetáculo dantesco com um discurso mentiroso, acusando o sistema eleitoral de corrupto, em sua tradicional postura arrogante, a boquinha num “o” eterno.

Pela primeira vez, um discurso presidencial foi interrompido por redes abertas de TV diante de tanta fake news, num grande momento do jornalismo.

Emails enviados para sua base eleitoral pediam para “lutar”, numa retórica francamente incendiária e irresponsável. O pleito foi roubado, haverá recontagem, precisamos de dinheiro para a batalha judicial etc etc.

Seu filho Junior (todo idiota tem um filho chamado Junior) foi além.

“A melhor coisa para o futuro da América é Donald Trump entrar em guerra total por causa desta eleição para expor todas as fraudes, esquemas e mortes que já acontecem há muito tempo”, afirmou o delinquente no Twitter.

Pois bem.

No dia em que Biden foi anunciando presidente, o que Trump faz?

Vai jogar golfe.

Era esse o sujeito que prometia uma revolução americana contra o sistema político, o marxismo cultural, o comunismo, o diabo a quatro.

Fosse coerente, daria um tiro na cabeça no Salão Oval. Fosse corajoso, sairia da vida para a história, como Getúlio.

Como é um covarde farsante, logo estrelará mais um reality show, pago pelos otários que acreditaram nesse picareta cor de laranja.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!