Aposentado denuncia que votaram em seu nome e que lhe ofereceram fazer o mesmo com outra pessoa

Francisco Saraiva Ferreira

Francisco Saraiva Ferreira, 70 anos, aposentado, teve uma surpresa desagradável ao tentar votar neste domingo.

Quando estava no colégio Heitor Garcia, na Lapa, em São Paulo, foi informado de que já havia votado por uma mesária.

Ele conta que “provou que era ele mesmo”, mas não adiantou.

Mandaram-no até o cartório eleitoral no mesmo bairro, onde lhe explicaram que nada poderia ser feito.

“Eu estava com meu e-título”, conta.

“Me propuseram de votar no nome de outra pessoa. Queriam resolver uma fraude com outra fraude”.

Ferreira prefere não revelar seu candidato, mas deixa claro que “não ia ser ninguém de direita”.

Abaixo, o boletim de ocorrência lavrado por ele na delegacia: