Apóstolo bolsonarista é preso, acusado de aliciamento de menores

Apóstolo Gerdal Costa, bolsonarista e preso por aliciamento de menores. Foto: Reprodução/Facebook

Na última sexta (23), o apóstolo Gerdal Costa, sua mulher bispa Seuma Costa e seu filho Gerdal Junior foram presos pela Polícia Civil do Paraná, acusados de aliciamento de crianças e adolescentes.

Segundo a corporação, a família tinha o objetivo de submetê-las a trabalho escravo.

Além das detenções, foram cumpridas ordens de busca e apreensão na casa do apóstolo e na Igreja das Nações.

De acordo com a investigação, a família usava a venda de pizzas da igreja para atrair crianças e adolescentes, alegando que a ação seria uma obra divina e o dinheiro arrecadado seria doado para crianças com câncer.

Eles então forçavam as crianças ao trabalho forçado e jornada excessiva.

As informações são do portal de Angelo Rigon, no Maringá News.

O pastor, como era de se imaginar, é bolsonarista.

Em 2018, às vésperas do segundo turno, ele fez campanha para Bolsonaro em tom apocalíptico:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!