“Até tu, Brutus?”: fala de general Heleno sobre despreparo do presidente repercute na internet. Por Nathália Bignon

Bolsonaro e o general Heleno

Bastou outro trecho do livro ‘Tormenta’, da jornalista Thaís Oyama, vir à tona nesta quinta-feira (16) para a web repercutir a suposta declaração do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno. De acordo com a publicação, durante o desfecho da campanha presidencial de 2018, sem saber que estava sendo gravado, o general teria desabafado sobre Bolsonaro em um encontro com empresários: ‘o cara não sabe nada, pô, é um despreparado’.

Depois do deputado Henrique Fontana (PT-RS) chamar de “sincericídio” a declaração do atual ministro, foi a vez do vice-líder do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry (MA) comentar a situação. “Finalmente alguma frase do general Augusto Heleno com a qual concordo integralmente. Pena que um homem de frase tão assertivamente correta tenha no governo Bolsonaro ficado tão frouxo, tão sem nervos e inteligência”, declarou.

Deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), no entanto, preferiu deixar claro o despreparo do atual presidente. “Isso não é novidade. Aliás, Jair Bolsonaro nunca fez questão de esconder isso. E, dia após dia, ele só comprova e reafirma este fato, seja em ações, palavras e comportamentos. Só não vê quem não quer”, escreveu.

Falando em “desmoralização”, internautas também não pouparam piadas e críticas a Jair Bolsonaro. “Diante do fato, não há argumento. Jair Bolsonaro é um despreparado completo. Mesmo que a comida esteja indigesta, muitos incoerentes continuam a degustá-la. Não tem a grandeza suficiente para admitirem”, disse um. “Desgoverno Bolsonaro é o paraíso da falsidade”, apontou outro.

Também não faltaram mensagens de “apoio” ao ministro. “General tem razão”, declarou um perfil. Outro seguidor preferiu recorrer à célebre frase do imperador romano Júlio César, vítima de uma conspiração de senadores – entre eles seu próprio filho – para tirá-lo do cargo: “Até tu, Brutus?”, ironizou, fazendo referência a um histórico complô.

Além disso, houve gente que preferiu discordar e alertar sobre outros pontos. “Bolsonaro sabe muito e é extremamente preparado para falcatruas e sacanagens de todo o tipo”, comentou um internauta. Já um perfil mais moderado, disse não ser capaz de prever os próximos acontecimentos na política nacional. “É, meus amigos, diante disso e com fanáticos em seu gabinete muita coisa bizarra pode acontecer”, comentou.

Para o articulista do El País, Florestan Fernandes Júnior, a revelação aponta para algo mais grave. Filho do renomado sociólogo de quem herdou o nome, o jornalista afirma que a frase aponta para a “irresponsabilidade dos generais que apoiaram um desqualificado para a Presidência”.