Ator chamado de “poc” em “O Tempo Não Para” da Globo, diz que Galisteu improvisou

Zelda (Adriane Galisteu) e Igor (Leo Bahia) em “O Tempo Não Para”
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Do UOL

“Cadê a poc?” foi o bordão da semana na novela “O Tempo Não Para”. A fala de Zelda, personagem de Adriane Galisteu, virou meme nas redes sociais e motivo de comemoração para muitos telespectadores por ter chamado Igor (Leo Bahia) pela gíria, que quer dizer gay afeminado.

A frase, no entanto, não estava no roteiro do capítulo entregue aos atores. “Isso foi coisa da Galisteu. Ela já explicaria o que era, porque a Marocas [Juliana Paiva] não entende que Igor é gay. [O bordão] foi improvisação. Eu achei incrível”, disse Leo Bahia, intérprete de Igor, ao UOL.

Na cena, Marocas se recusou a tirar a roupa na frente de Igor para provar os modelos atuais de Zelda. A estilista explicou que seu funcionário é poc, mas a garota do século 19 não entendeu até o rapaz dizer que prefere homens.

O ator tem adorado a repercussão de seu personagem homossexual. “As pocs são as que mais representam os gays, porque são os que sofrem preconceito, que todos sabem que são gays assumidos. Esse papel é um jeito de homenagear as pocs do Brasil”, conta.

Embora Igor tenha o perfil da gíria, o ator que o interpreta desconhecia o significado. “Não sabia o que era e quando ela falou fui procurar. Assisti a um vídeo da Lorelay Fox e vi gente comentando que poc quer dizer ‘perfeita aos olhos de Cristo'”, brinca.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!