ÁUDIO – Crentes não votam no pastor e “irmã” fica revoltada: “povo falso, igreja falsa”

O pastor Robinson, do Patriota, achou que a eleição para prefeito em São José do Rio Claro, no Mato Grosso, seria uma barbada.

Líder religioso de uma das denominações que mais crescem na cidade e no Estado, a Assembleia de Deus, esperava ter pelo menos 4 mil votos, numa cidade que tem pouco mais de 20 mil habitantes.

Mas, abertas as urnas, viu que a maioria dos crentes rejeitou seu nome.

Ele teve apenas 443 votos e ficou em último lugar para a prefeitura da cidade. O vencedor foi Levi Ribeiro (PODE), com 3.542 votos.

Uma crente aliada do pastor ficou revoltada e fez circular pela WhatsApp um áudio em que ataca os “irmãos”.

– Eu vou expressar os meus sentimentos, não por mim, mas pelo pastor Robinson. Um homem ungido, pastor, um homem bom, digno, e a igreja falsa dos assembleianos, falsos, um povo falsos, não votaram no pastor Robinson. Eu estou com vergonha de ser assembleiana!

Virou motivo de gozação, e um exemplo de que os evangélicos estão acordando e já não está tão fácil para os pastores negociar o rebanho.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!