Austrália vai deportar negacionista britânica fã de Trump por violar quarentena

Katie Hopkins

A Austrália vai deportar a extremista britânica Katie Hopkins depois de ela violar as regras de quarentena do país.

Hopkins voou para Sydney para aparecer num reality show e causou indignação pública quando postou um vídeo no Instagram brincando de atender a porta nua e sem máscara para entregadores de delivery enquanto estava isolada no hotel.

Todas as pessoas que chegam à Austrália devem completar duas semanas de isolamento e há regras para o uso da máscara e a entrega da refeições.

O vídeo de Hopkins causou escândalo porque a Austrália limitou por meses o número de cidadãos autorizados a entrar, o que significa que milhares de australianos continuam impossibilitadas de retornar.

A ministra de Assuntos Internos, Karen Andrews, ordenou uma revisão do visto de Hopkins e na segunda-feira disse que o governo decidiu deportá-la.

Hopkins é uma imbecil de extrema direita que já recebeu críticas até do chefe de direitos humanos das Nações Unidas. Recentemente usou o Instagram para questionar a gravidade da pandemia e as respostas do governo inglês.

Fã de Donald Trump, chamou os lockdowns de “a maior farsa da história humana”, os imigrantes de “baratas” e descreveu o Islã como “repugnante”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!