Banco Itaú se manifesta sobre tuítes homofóbicos antigos de Bruno Gagliasso

Do UOL:

O Itaú informou, no Instagram, que o ator “não faz mais parte de nossas campanhas que estão no ar”. De acordo com Piny Montoro, empresária do ator, ele fez uma campanha para o banco há mais de um ano, com apenas um mês de veiculação. Ou seja, o contrato não estaria mais em vigor.

“Reforçamos que o Itaú repudia toda e qualquer foram de discriminação e preconceito. Esperamos que o respeito à diversidade sempre prevaleça”, publicou a empresa, depois se ser pressionada por internautas por ter retirado o patrocínio de Júlio Cocielo.