Band defende decreto pró-armas de Bolsonaro e fãs de Boechat se enganam dizendo que ele não leria o editorial

O Jornal da Band de sexta-feira, dia 10, exibiu um editorial do grupo a respeito das reações ao decreto do bangue-bangue assinado por Jair Bolsonaro.

Na opinião da emissora, o público entende de maneira errada a decisão.

“As armas já estão na vida do país, mas nas mãos dos bandidos”, afirma o âncora.

A Band está puxando o saco de Bolsonaro por causa do dinheiro da publicidade federal.

A dívida é de R$ 1,2 bilhão e os herdeiros brigam na Justiça.

Nas redes sociais, internautas evocaram Ricardo Boechat, que apresentava a atração até morrer num acidente de helicóptero no início do ano.

Boechat, segundo essa gente boa, pediria demissão antes de ler esse lixo.

Balela.

Ricardo Boechat fazia o que lhe mandavam. Não vai aqui nenhum julgamento. É apenas uma constatação.

No pé, ei-lo defendendo Michel Temer no caso Joesley. A empresa ordenou que ele lesse e ele aquiesceu.

Se não fosse ele, seria outro.

Que Boechat seja celebrado pelos seus fãs pelo que era.

Só não dá para dizer que ele não era o que era.

 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!